noticias Seja bem vindo ao nosso site GRUPO VIVAM PORTAL DE NOTICIAS!

Brasil

29º Congresso Brasileiro de Radiodifusão comemora os 100 anos do rádio e os 60 anos da Abert

Evento da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) fez uma homenagem especial ao veículo de comunicação centenário e defendeu a liberdade de expressão

Publicada em 19/11/2022 - 38 visualizações

Reprodução/Jovem Pan News E VIVAMHOSTING BRASIL


Compartilhe
Compartilhar a noticia 29º Congresso Brasileiro de Radiodifusão comemora os 100 anos do rádio e os 60 anos da Abert  Compartilhar a noticia 29º Congresso Brasileiro de Radiodifusão comemora os 100 anos do rádio e os 60 anos da Abert  Compartilhar a noticia 29º Congresso Brasileiro de Radiodifusão comemora os 100 anos do rádio e os 60 anos da Abert

Link da Notícia:

29º Congresso Brasileiro de Radiodifusão comemora os 100 anos do rádio e os 60 anos da Abert

Nesta sexta-feira, 18, terminou em Brasília o 29º Congresso Brasileiro de Radiodifusão da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert). Nas comemorações pelos 100 anos do rádio no Brasil, a Abert fez uma homenagem especial ao veículo de comunicação centenário durante o evento. Segundo dados da associação, 83% das pessoas ouviram rádio nos últimos 30 dias e 57% dos ouvintes buscam informação, 55% buscam emoção e 38% buscam companheirismo. Por conta disso, em discurso no evento o CEO da Jovem PanRoberto Araújo, ressaltou a importância do rádio no período da pandemia e a necessidade de liberdade para as rádios: “Em uma empresa que você dá notícias e põe comentários diversos e de preferência opostos, a liberdade de expressão tem que ser total. Você não pode ter censura prévia sobre qualquer assunto. Se você infringir alguma lei e algum direito de resposta, existe a legislação para isso. Censura prévia jamais, e censura prévia em uma democracia é o começo do fim dela, principalmente em empresas de jornalismo. O que a Jovem Pan estranhou é que muitos meios de comunicação apoiaram a Jovem Pan e criticaram a censura prévia que ela sofria, mas alguns relativizaram ou sequer tomaram conhecimento, quando deveria o meio todo se juntar e falar ‘censura não'”. 

Enquanto o rádio faz 100 anos, a TV completa 72 e a Abert comemora 60 anos de existência na defesa da necessidade de que o setor seja remunerado por direitos autorais ao levar em consideração o tamanho da indústria da radiodifusão. “A gente defende que o jornalista e o profissional do jornalismo seja remunerado por esses conteúdos que são utilizados nas grandes plataformas. Porque as plataformas usam os conteúdos, se remuneram através de publicidade desses conteúdos e não remuneram o profissional que está trabalhando de forma árdua, pesquisando, correndo atrás da notícia e com absoluta responsabilidade. O profissional do jornalismo tem nome, endereço, CPF e responsabilidade pelas informações que passa para o público em geral”, declarou Lara Resende.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 64992432520

Visitas: 4592
Usuários Online: 1
Copyright (c) 2024 - GRUPO VIVAM PORTAL DE NOTICIAS - OBRIGADO POR ESTAR EM NOSSA PAGINA SERA UM PRAZER EM PODER ATENDER.